Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Secretaria de Saúde de Herval d’ Oeste realiza esta semana campanha especial voltada para as mulheres

Publicado em 10/03/2009 às 00:00 - Atualizado em 09/03/2015 às 16:28

Herval d’ Oeste– Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Secretaria  de Saúde de Herval d’ Oeste está desenvolvendo durante toda esta semana uma campanha de prevenção especial voltada as mulheres. Até a sexta-feira, dia 13, as seis Estratégias de Saúde da Familia (ESF) estarão atendendo até às 20 horas para o exame de colo uterino. No sábado, dia14, o atendimento será das 13 às 17 horas.De acordo com diretora de Programas da Secretaria de Saúde Mariza Langer, esse é um dos mais importantes exames para a saúde da mulher. Simples, ele tem reduzido as mortes por câncer. “O Ministério da Saúde orienta que mulheres de 25 a 59 anos, que já tiveram relação sexual, façam o exame uma vez ao ano. No município, somente 30% das mulheres nessa faixa etária procuram os postos de saúde”, revela a diretora de Programas.Mariza acrescenta que são fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de colo de útero: início precoce da atividade sexual, número elevado de parceiros sexuais, multiparidade (ter tido vários filhos), antecedentes de doença sexualmente transmissível e falta de higiene pessoal.O objetivo da campanha é atender, principalmente, as mulheres que trabalham e não tem tempo de buscar o atendimento em horário normal de expediente, que é das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. A orientação é que procurem a ESF mais próxima. Após a coleta, o resultado pode ser retirado em 20 dias. Caso seja constatada alguma irregularidade, a paciente será encaminhada para tratamento médico.Na oportunidade, também serão repassadas informações sobre a importância do auto-exame de mama, que permite a percepção de alterações, tais como pequenos nódulos, secreções e mudança de cor da pele. Dados revelam que o câncer de mama é a maior causa de óbitos na população feminina, principalmente na faixa etária entre 40 e 69 anos. “Esta é outra preocupação da Secretaria de Saúde”, diz Mariza.                       

Galeria de Imagens

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar

Galeria de Arquivos